Serviço geológico investiga diamantes em Belmonte

Serviço geológico investiga diamantes em Belmonte


Exemplar de rocha retirada da área submarina examinada pela Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais
Além de minérios, a CPRM (Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais) está pesquisando a existência de uma "mina" submersa de diamantes, que  teriam sido soterrados ao longo dos anos e estariam localizados no encontro do rio Jequitinhonha, no município de Belmonte, na Costa do Descobrimento.

Por conta disso, o Brasil já arma defesa de tesouro submerso. O Jequitinhonha (chamado de rio mar) nasce nos arredores de Diamantina (MG) e deságua no Oceano Atlântico, na região de Belmonte.

Na foto aparece a imagen de um exemplar de rocha retirada da área submarina examinada pela Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais. Se comprovada a  existência das pedras, Roberto Ventura, diretor de geologia e recursos minerais da CPRM, acredita que "haverá uma grande demanda de empresas para explorar o local".

"Não vamos definir o volume de diamentes, só o indício, levando em conta que eles saíram da região de Diamantina, em Minas Gerais, e foram para lá", afirma Ventura.

Uma segunda expedição está fazendo a pesquisa sísmica na região.

Comentários