Financiamento estudantil poderá ser estendido por dois semestres

Receba Notícias do BN

Nome
E-mail *

Pérola do dia

Aparecida Gonçalves
“Por ser um caso emblemático, tem ampliado a discussão sobre a violência sexual no país”

Secretária nacional de Enfrentamento à Violência Contra as Mulheres, ao destacar a repercussão do Caso New Hit

Francamente

Entrevistas

Márcio Marinho
O terceiro prefeiturável de Salvador entrevistado pelo Bahia Notícias é o deputado federal pelo PRB, Márcio Marinho. O candidato falou das propostas do seu plano de governo, entre elas as ações pretendidas para a mobilidade urbana, bem como do seu projeto para implantação de um hospital municipal e policlínicas em bairros. Marinho ainda afirmou que estará no segundo turno, mas também que, caso não vá, estará livre para apoiar quem ele bem quiser. "Eu nao morro de amores por ninguém e tenho a liberdade de tomar minha decisão que for",contou. O parlamentar não deixou de apontar que, em sua opinião, representa a renovação entre os postulantes ao Executivo. "Um é o retorno ao passado, o outro é o retorno de uma administração de 50 anos: é neto, mas representa um grupo velho, e outro representa um governo de oito anos na cidade", avaliou.

Multimidia

Novo prefeito e a educação de Salvador
O que você espera que o próximo prefeito faça pela educação?
Uma tentativa de assalto ao Banco do Brasil de Coronel João Sá, no nordeste baiano, foi frustrada na madrugada desta quarta-feira (5) por policiais militares. Por volta das 2h, oito criminosos explodiram um caixa eletrônico e o cofre central da agência bancária. Mas, durante a ação, eles foram surpreendidos por homens da Companhia Independente de Policiamento Especializa (Cipe/Caatinga) e fugiram do local em um veículo. Em comunicado, a PM informou que diligências são realizadas na região para tentar encontrar os integrantes da quadrilha. Com mais um registro de ataque a bancos, o número sobe para 114, só em 2012.

   
Pesquisa do Instituto Planter muda cenário sucessório em Salvador; ACM Neto lidera com 39%, mas todos adversários crescem
Fotos: Max Haack/ Ag. Haack/ Bahia Notícias
A pesquisa sobre a sucessão de Salvador, realizada pelo Instituto Planter e divulgada nesta quarta-feira (5), aponta novamente o candidato a prefeito do DEM, ACM Neto, na liderança, mas com um cenário totalmente diferente do que foi apresentado tanto pelo Ibope e quanto pelo Vox Populi. No estudo estimulado, quando são apresentados os nomes dos postulantes, o democrata aparece com 39% das intenções de voto contra 21,6% de Nelson Pelegrino (PT). Mário Kertész (PMDB) vem em terceiro, com 9,3%, seguido de Márcio Marinho (PRB), com 5,9%, Da Luz (PRTB), 3,6%, e Hamilton Assis (PSOL), 3,5%. Nulos e brancos somam 8,5%, enquanto 9% se colocaram como indecisos, não opinaram ou disseram que não votariam em nenhum dos prefeituráveis. No estudo espontâneo, quando não há lista de candidatos, Neto mantém a ponta, com 36,3%, contra 19,6% de Pelegrino, 8,7% de Kertész, 5,8% de Marinho, 3,4% de Da Luz e 3,3% de Assis. Brancos e nulos somaram 7,1%, enquanto 8% não opinaram, 5,5% declararam ainda não ter definido a escolha e 2,5% recusaram os concorrentes. No quesito rejeição, Pelegrino aparece com 20,3%, contra 18,9% de ACM Neto, 15,7% de Kertész, 11,2% de Da Luz, 5,8% de Hamilton Assis e 5,6% de Marinho. A pesquisa ouviu 2 mil eleitores entre os dias 29 de agosto e 1º de setembro e está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BA-00101/2012. A margem de erro estimada pelo instituto é de 2,2%.

   
Quarta, 05 de Setembro de 2012 - 18:50

Sindicato e comando de greve dos professores da Ufba divergem sobre fim da paralisação

por Aparecido Silva
Após a diretoria do Sindicato dos Professores das Instituições Federais da Bahia (Apub) anunciar o fim da greve nesta quarta-feira (5) com a realização de um plebiscito entre os docentes com 460 votos favoráveis e 37 contrários ao término, o comando grevista diz que a paralisação só terminará no próximo dia 13. “A greve começou em assembleia e vai terminar com assembleia”, afirmou o professor Jair Batista, integrante do comando de greve na universidade, em conversa com o Bahia Notícias. Para ele, a decisão do sindicato é “um ato arbitrário de uma entidade que não se submete às assembleias”. A decisão do comando em terminar a greve no dia 13 foi tomada em assembleia realizada na tarde desta quarta-feira (5).

   
Capim Grosso: Prefeita é multada por irregularidades em contratação de bandas para festejos juninos
A prefeita de Capim Grosso, no centro-norte baiano, Lydia Fontoura Pinheiro, foi multada nesta quarta-feira (5) pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) por irregularidades na contratação de bandas para os festejos juninos de 2011. A Corte aplicou uma multa de R$ 10 mil. Segundo o órgão fiscalizador, a administração contratou diretamente, mediante inexigibilidade, a empresa Joedson Farias Costa ME, portadora de cartas de exclusividade das atrações Magníficos, Limão Com Mel, Banda Xote Garoto, Alan e Álisson & Banda, André e Mauro, Jó Brasil, Calango Aceso e Laços de Forró, pelo valor global de R$ 267 mil.  Em sua defesa, Lydia alegou que os artistas são reconhecidamente consagrados pela crítica e pela opinião pública, e que a empresa contratada é representante exclusiva das referidas bandas na região. Mas segundo o TCM, as alegações não foram suficientes para descaracterizar as irregularidades. A gestora ainda pode recorrer da decisão.

   
Candeias: Advogado esclarece inscrição de Sargento Francisco em eleições indiretas
Foto: Divulgação
O advogado Ricardo Paranhos, advogado do Sargento Francisco (PMDB), esclareceu em nota que o ex-presidente da Câmara Municipal de Candeias não descumpriu a determinação liminar proferida pelo Ministro Marco Aurélio. Segundo Paranhos, a decisão não determinou o afastamento de Francisco do cargo, mas apenas a realização de eleições indiretas. Portanto, na interpretação do advogado, até finalização do pleito suplementar Francisco deve permanecer na chefia município. Sobre a alegação de que o peemedebista teria descumprido o edital de convocação para eleição indireta, o advogado esclarece que agiu de acordo com o que foi estabelecido pela resolução anunciada pela Câmara, onde “existem divergências incompatíveis entre si”. A defesa de Francisco aponta que, enquanto o art. 8º da resolução estabelece que “Cada chapa solicitará sua inscrição, individualmente, que será numerada pela ordem cronológica de inscrição, mediante requerimento dirigido à Mesa Diretora da Câmara, no período constante do calendário do Edital anexo”, já o art. 2º do edital determina que “as indicações deverão ser apresentadas pelos Partidos Políticos”. O advogado afirma que seu cliente preenche todas as condições de elegibilidade e se encontra regularmente inscrito para a disputa. Ele destacou também que, por se tratar de uma eleição extraordinária, cabia a Câmara dar maior publicidade ao procedimento, que foi feito “as pressas, sem observar os preceitos básicos e garantias constitucionais previstas na Legislação pátria, fato este que pode acarretar a nulidade de todo o procedimento”, diz a nota. 

   
Quarta, 05 de Setembro de 2012 - 18:00

Ricardo Lewandowski absolve ex e atual vice do Banco Rural

Ricardo Lewandowski absolve ex e atual vice do Banco Rural
José Cruz/ABr
O ministro Ricardo Lewandowski, revisor do processo do mensalão no Supremo Tribunal Federal (STF), retomou nesta quarta-feira (5) seu voto sobre as acusações de gestão fraudulenta no Banco Rural. Ele inocentou a ex-vice-presidente do Banco Rural Ayanna Tenório e o atual vice-presidente da instituição Vinícius Samarane. O ministro disse que não há provas contra os dois réus. "Ela era uma simples empregada, não tinha nenhum poder decisório no banco", afirmou. Em relação a Samarane, Lewandowski disse que ele era apenas um funcionário na época do escândalo. "Ele era mero empregado do banco, sem poder de conceder empréstimo ou renová-los", considerou. Saiba mais na Coluna Justiça

   
O prazo do financiamento estudantil concedido por meio do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies) poderá ser ampliado por até dois semestres consecutivos. Na prática, o aluno continuará a receber o financiamento, caso precisar de mais tempo para concluir o curso. O estudante pode solicitar a extensão do prazo caso haja reprovação em uma matéria, doenças e outras situações que impliquem afastamento das aulas. Conforme a portaria publicada nesta quarta-feira (5) no Diário Oficial da União, o pedido de dilatação do financiamneto poderá ser feito pelo beneficiado entre o semestre previsto para encerramento do curso e o primeiro trimestre do período referente à ampliação. O pedido precisa ser validado pela Comissão Permanente de Supervisão e Avaliação (CPSA) em até cinco dias. 

Comentários